A Nossa História

O futuro constrói-se a partir de um legado.

No caso da família Roque do Vale, são anos de saber e de experiência, vividos numa ligação profunda ao Alentejo, à sua paisagem, às suas gentes, à sua cultura e tradição.
 

Somos uma família ligada desde sempre à agricultura. As nossas raízes estão na região de Lisboa/Oeste, onde nos destacámos ao longo de gerações como um dos principais proprietários e produtores agrícolas da região.

No Alentejo, onde estamos há três gerações, produzimos vinho há mais de 40 anos. Fomos pioneiros no setor vinícola, fundando, em 1983, uma das primeiras grandes sociedades produtoras de vinho da região do Alentejo Central, e orgulhamo-nos do contributo dado para a afirmação dos vinhos do Alentejo, em Portugal e no Mundo.

Para além de produtores de referência no Alentejo, Carlos e Clara Roque do Vale, os fundadores, assumiram um papel muito relevante na região, impulsionando o desenvolvimento e o reconhecimento dos vinhos alentejanos.

A Empresa

A empresa nasce em 2000 com o objetivo de produzir, no Alentejo, vinhos e azeites de excelência, baseando-se na autenticidade, na qualidade e na sustentabilidade, e exprimindo com convicção a forte identidade da região.

Em duas propriedades no coração do Alentejo – a Herdade da Capela (na sub-região de Moura) e a Quinta de D. Maria (na sub-região da Vidigueira) nascem as uvas e as azeitonas com que produzimos os nossos vinhos e azeites. No nosso Centro de Logística, em Pias, transformamos as uvas em vinho, seguindo técnicas ancestrais de vinificação num contexto contemporâneo, com equipamento altamente sofisticado desenhado para extrair o melhor das nossas uvas. Rebatizada recentemente com a denominação Casa Clara, em homenagem a Clara Roque do Vale, a empresa renova-se a cada dia, de olhos postos no futuro. Com a entrada da nova geração, representada pela filha Mariana, inicia-se um novo capítulo na história do negócio familiar e perspetivam-se novos projetos e desafios.

Pensando a empresa sempre como um projeto a longo prazo, Carlos e Clara Roque do Vale pretendem, a cada dia, transmitir o seu legado à nova geração da família, ensinando e pondo em prática os valores, o conhecimento e a experiência que asseguram a continuidade de um projeto único.

Carlos Roque do Vale

Carlos Roque do Vale herdou ainda jovem a vontade de continuar o legado das gerações anteriores no sector agrícola. Chegou ao Alentejo em 1974 com Clara Roque do Vale, para recuperarem a propriedade das herdades da família ocupadas ao tempo da Revolução do 25 de abril.
Fundador e administrador de destacadas empresas no setor vitivinícola, criou em 1983 uma das primeiras grandes sociedades produtoras de vinho da região do Alentejo Central. Durante quase uma década, assumiu a presidência da Adega Cooperativa do Redondo.

Foi um dos sócios fundadores da ATEVA — Associação Técnica dos Viticultores do Alentejo, instituição que chegou a dirigir. Foi membro do Conselho Geral da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana e do Conselho Consultivo do Instituto da Vinha e do Vinho.
A incessante paixão pelo Alentejo levou-o a iniciar um novo projeto no Baixo Alentejo, em 2000, rumando à Herdade da Capela, ao qual se juntou Clara Roque do Vale e a filha Mariana.

Clara Roque do Vale

Clara Roque do Vale, licenciada em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia de Lisboa, herdou também desde muito cedo o gosto pela vinha.
Tendo desenvolvido toda a atividade profissional neste sector, no qual é reconhecida pelo seu papel precursor, tornou-se numa das primeiras mulheres em Portugal a destacar-se no mundo dos vinhos.
Iniciou o seu percurso profissional na área da investigação vitivinícola. Já no Alentejo, desempenhou vários cargos de chefia na Direção Regional de Agricultura do Alentejo e presidiu, durante 12 anos, à CVRA - Comissão Vitivinícola Regional Alentejana, tendo sido responsável pela implementação da estrutura de controlo, certificação e promoção dos vinhos do Alentejo e da Rota dos Vinhos do Alentejo.
Foi presidente da ANDOVI (Associação Nacional das Denominações de Origem Vitivinícolas), membro do Conselho Consultivo do Instituto da Vinha e do Vinho, e membro da Assembleia Geral da VINIPORTUGAL — associação responsável pela promoção dos vinhos de Portugal.
Em 2010 juntou-se ao projeto na Herdade da Capela, onde se mantém até hoje.
Em 2020, foi distinguida com o prémio “Os Melhores do Ano” da Revista de Vinhos, que destacou Clara Roque do Vale como figura “pioneira, impulsionadora e profunda militante do desenvolvimento do Alentejo enquanto região produtora de vinhos de qualidade internacional”.

Mariana Roque do Vale

Mariana Roque do Vale nasceu e cresceu na envolvência do setor do vinho.
Licenciada em Direito pela Universidade Católica de Lisboa, desenvolveu o seu percurso profissional na área da consultoria, da banca e da gestão, entre Lisboa e Londres, onde viveu cinco anos.
Em 2019, tornou-se sócia dos seus pais, integrando hoje o projeto Casa Clara. Representando uma nova geração da família, Mariana Roque do Vale interpreta os valores e o conhecimento que lhe foram transmitidos à luz dos nossos tempos, aliando a sua experiência internacional a uma visão diferenciadora.
A sua missão é dar continuidade ao projeto que os seus pais criaram e desenvolveram, honrando o passado e estabelecendo a ponte para o futuro, acrescentando novas camadas e sentidos a uma realidade promissora, alicerçada numa vivência profunda do meio e na paixão pelo sector.

Este site utiliza vários tipos de cookies para controlar, melhorar e personalizar a sua experiência. Saiba mais sobre as formas como utilizamos os cookies e como pode geri-los na nossa Política de Cookies. Ao clicar em ‘Aceitar’ está a concordar com a nossa Política de Cookies.